sexta-feira

A MÁGICA DE PENSAR GRANDE

A MÁGICA DE PENSAR GRANDE
DAVID J. SCHWARTZ
Editora Record / 242 paginas

Uma seleção das melhores frases feita por Tom R. especialmente para o blog MAIS DE MIL FRASES DE EFEITO.
Se reproduzir este texto em algum outro veículo de comunicação, preserve os créditos acima.


O tamanho da conta bancária, da felicidade e da satisfação de qualquer pessoa depende do tamanho do pensamento dessa pessoa.

Se, pensando positivamente, consegue-se tanto, por que é que todo o mundo não pensa assim? Muitas vezes me perguntaram isso. E acho que a resposta é a seguinte: todos nós, mais do que percebemos, somos o produto dos pensamentos que adejam à nossa volta. E na sua maior parte esses pensamentos são mesquinhos, nada têm de elevados. Todo o ambiente que o cerca tenta puxá-lo para trás, para uma rua de Segunda Classe. Quase que diariamente lhe diziam "que há muitos caciques e poucos índios". Em outras palavras, que não mais existem as oportunidades de direção, que há um excesso de chefes e que, portanto, você deve se contentar com uma posição humilde.

No entanto, a idéia do "excesso de chefes" simplesmente não corresponde à realidade. Os líderes de todas as atividades lhe dirão, conforme disseram a mim, que a dificuldade está na existência de "muitos índios e um número insuficiente de caciques". Este ambiente insignificantemente pequeno também lhe diz outras coisas tais como "o que tem de ser será", e que você não pode controlar o seu destino nem a "sorte". Portanto, o que você tem a fazer é esquecer os sonhos, deixar de pensar numa casa melhor, num melhor colégio para os filhos, numa vida melhor.

Resigne-se, deite-se e aguarde a morte. E quem já não ouviu dizer que "o sucesso não vale o seu preço", como se você tivesse de vender a alma, a vida da família, a sua consciência e todas as suas virtudes para subir. Contudo, na verdade, o sucesso não exige preço.

Cada passo para a frente paga o seu dividendo.

Interessar-se pelo sucesso é uma qualidade maravilhosa.

Disraeli: "A vida é curta demais para ser pequena."

Quando você crê que pode realizar algo, surge o modo de como realizá-lo.

A pessoa que se acredita capaz de realizar sempre acha como realizar.

Quem crê, quem crê com firmeza, faz com que a mente trabalhe imaginando meios e modos de fazer. E se você acreditar que será bem-sucedido, os outros confiarão em você.

A descrença é uma força negativa. Quando a mente não acredita, ou duvida, atrai "razões" para apoiar a descrença. A dúvida, a descrença, a vontade subconsciente de falhar, de não desejar realmente ser bem-sucedido são responsáveis pela maior parte dos fracassos.
Duvide e você falhará.
Pense na vitória e alcançará o sucesso.

Eu conhecia o escritor que ela mencionara e sabia que não era superinteligente,
supercompreensível, nem super mais nada, a não ser - isso sim - superconfiante, acreditando que se acha entre os melhores e, portanto, agindo como tal e realizando o melhor.

Escute o indivíduo que se arrasta na mediocridade. Ele acredita que vale pouco, portanto recebe pouco.

Os outros vêem em nós o que nós mesmos vemos.

Acredite em si mesmo que as coisas boas começarão a surgir.

Primeiro passo: acreditar em si mesmo, acreditar que é capaz de ser bem-sucedido.

COMO DESENVOLVER A FORÇA DA CRENÇA
Pensar sempre no sucesso, nunca no insucesso.

Pensando no sucesso, você condiciona o seu cérebro a criar planos que levam ao sucesso.

As pessoas que venceram não são super-homens. O sucesso não exige uma superinteligência, nem qualquer elemento de natureza mística, bem como não se apóia na sorte. As pessoas bem-sucedidas nada mais são do que gente que desenvolveu o poder de acreditar em si mesma e naquilo que realiza. Jamais - sim -, jamais se desvalorize.

Ter pequenas ambições é esperar obter pouco. Aspire a grandes coisas e obtenha grandes sucessos.

As pessoas que alcançam os mais altos degraus na direção dos negócios, seja no que respeita a vendas, engenharia, obras religiosas, literatura, ação e todos os outros terrenos, conseguem-no por seguirem consciente e continuamente um plano de autodesenvolvimento e crescimento.

Estude a vida das pessoas realizadas e descobrirá que poderiam ter apresentado - mas não o fizeram - todas as desculpas fornecidas pelos medíocres.

Roosevelt poderia ter se encolhido culpando suas pernas paralíticas; Truman, sua falta de educação ginasial, e Eisenhower, o seu ataque cardíaco.

Como qualquer outra doença, a "desculpite" vai piorando se não for tratada adequadamente. Quem é vítima dessa doença da mente assim raciocina: "Não estou indo tão bem quanto devia. Que álibi poderia apresentar para salvar as aparências? Vejamos: saúde má?, falta de instrução?, idade demais?, mocidade demais?, má
sorte?, infelicidade?, a esposa?, a educação que recebi de minha família?". Uma vez que a vítima da doença do fracasso tenha escolhido uma "boa" razão, apega-se a ela, e nela se apóia para explicar a si e os outros por que não progride.

Cada minuto que uma pessoa gasta preocupando-se com a morte é como se passasse um minuto morto.

Recuse-se a falar sobre sua saúde. Quanto mais você falar sobre uma doença, mesmo que se trate de um simples resfriado, pior ele parecerá.

Recuse-se a preocupar-se com a sua saúde.
O pensamento que orienta sua inteligência é muito mais importante que a quantidade de inteligência que você tem.

As desigualdades nas vendas não podiam ser explicadas por diferenças de instrução. A disparidade verificada entre os muito bem e os muito malsucedidos ficou reduzida, finalmente, à diferença de suas atitudes mentais, isto é, na maneira de orientar os pensamentos.

Conta-se que, uma vez, perguntaram ao grande cientista Einstein quantos pés tinha 1 milha. "Não sei", respondeu ele. "E por que razão havia de encher minha cabeça com fatos que posso encontrar em dois minutos em qualquer livro especializado?" Nesta passagem, Einstein ensinou-nos uma grande lição. Ele sabia que era muito mais importante usar o cérebro para pensar, do que como um armazém de fatos.

Uma vez Henry Ford viu-se envolvido num processo com o Chicago Tribune. O jornal chamou-o de ignorante, e Ford, homem de grande respeito, respondeu: "Provem-no."
O Tribune submeteu-lhe uma porção de perguntas simples, tais como: "Quem foi Benedict ArnoldT" "Quando ocorreu a Guerra da Revolução?", e outras, a maioria das quais Ford, que tinha tido uma instrução pouco formal, não pôde responder.
Por fim, irritado, ele declarou: "Não sei as respostas, mas sou capaz de, em cinco minutos, encontrar um homem que as sabe."
Henry Ford jamais se interessou por informações multiformes. Ele conhecia o que todos os chefes importantes conhecem: que a capacidade de saber como obter a informação é mais importante do que usar o cérebro como uma garagem de fatos.

Quanto vale um homem que conhece os fatos? Recentemente passei uma noite interessante na companhia de um amigo que é presidente de uma jovem, porém próspera, firma industrial. Aconteceu que o aparelho de televisão foi ligado para um dos mais populares programas de perguntas e respostas. O camarada que estava sendo interrogado já participava do programa há várias semanas. Respondia sobre tudo, sobre coisas que pareciam até absurdas. Após haver respondido a uma questão particularmente intrincada, algo sobre uma montanha na Argentina, meu anfitrião olhou-me e disse-me:
- Quanto você pensa que eu daria àquele sujeito para trabalhar para mim?
- Quanto? - perguntei.
- Trezentos dólares, e nem um "cens" a mais - não por semana, ou por mês, mas por toda a vida. Já o avaliei. Esse "sabido" é incapaz de pensar. Só sabe guardar as coisas na memória. Nada mais é do que uma enciclopédia humana, e creio que por 30O dólares posso comprar uma boa coleção de enciclopédia. Talvez até seja demais. Num almanaque de dois dólares eu serei capaz de encontrar noventa por cento do que aquele camarada sabe.

Lembre-se de que o que importa não é a quantidade de "cérebro" que você tem, mas sim a maneira pela qual o utiliza. Dirija o seu cérebro, em vez de ficar se preocupando com o seu QI.

Repita várias vezes por dia: "Minhas atitudes são mais importantes do que minha inteligência."

Ponha sua inteligência a trabalhar no sentido criador, positivo. Utilize-a para encontrar meios de vencer, não para que ela lhe prove que você vai perder.

Não importa a idade que temos. É a nossa atitude para com ela que a transforma numa bênção ou num obstáculo.

O que realmente importa é que você conheça o negócio. Se você o conhece, e entende as pessoas, está suficientemente maduro para dominá-lo.

John nada teve de sorte, a menos que se queira chamar “sorte" um trabalho cuidadosamente planejado e pacientemente executado.
(...)Imagine por um momento que a General Motors tivesse de ser completamente reorganizada na base da sorte. Para levar a cabo essa organização, seriam colocados, numa um aa, os nomes de todos os empregados. O primeiro nome dali retirado seria o presidente: o segundo, o vice-presidente, e assim por diante.
Parece absurdo, não é? E, contudo, assim é que funcionaria a sorte.
As pessoas que atingem o topo, em qualquer ocupação - direção de negócios, vendas, direito, engenharia, ação, ou o que quer que seja - ali chegam devido às suas atitudes superiores e ao uso e aplicação do seu bom senso a um trabalho sério.

Aceite a lei de causa e efeito. Observe bem o que parece ser a "boa sorte" de alguém. Acabará vendo que não se trata de sorte e sim de preparo, planejamento e pensamento na obtenção do sucesso. Tudo isso precede o que se chama boa sorte.

A ação cura o medo. Por outro lado, a indecisão e o adiamento fertilizam-no.

Grande parte da falta de autoconfiança pode ser relacionada diretamente com a memória desorientada. Seu cérebro é muito parecido com um banco. Todos os dias
você deposita pensamentos no seu "banco mental". Esses pensamentos depositados crescem e constituem sua memória. Quando você se põe a pensar, ou encara um problema, na verdade pergunta ao seu banco da memória: Que é que eu já sei sobre isso?
O banco da memória responde automaticamente e lhe fornece pedaços de informações relativas à situação em pauta, e que você ali depositou em ocasiões anteriores. Sua memória é, então, o fornecedor básico da matéria-prima para seus novos pensamentos.
O caixa do seu banco da memória é digno de toda a confiança. Jamais o engana. Se você lhe disser: Sr. Caixa, desejo retirar alguns dos pensamentos que depositei há tempos, provando que eu sou inferior às outras pessoas, ele responderá: Com todo o prazer, meu senhor. Lembra-se que já fracassou duas vezes ao tentar isso?
Lembra-se do que lhe disse o seu professor do 6° ano, quanto à sua incapacidade para realizar qualquer coisa? Lembra-se dos comentários que ouviu a seu respeito? Lembra-se... E assim, um após outro, o Sr. Caixa vai retirando de seu cérebro os pensamentos que provam a sua falta de aptidão.
Suponhamos, porém, que você procure o caixa para lhe pedir:
- Sr. Caixa, acho-me numa situação difícil. Poderia dar-me alguns pensamentos que me devolvam a confiança?
Mais uma vez o caixa lhe dirá: - Com prazer, meu senhor.
Mas agora entrega-lhe os pensamentos anteriormente depositados e que provam que você pode ser bem-sucedido. Lembre-se do excelente trabalho que você já realizou em situação semelhante... Lembre-se como o Sr. Smith confiava em você... Lembre-se do que seus amigos dizem a seu respeito... Lembre-se...
O Sr. Caixa é muito compreensivo; permite que você retire o que quiser do que depositou no banco. Afinal de contas, o banco é seu.

Num recente artigo, no Cosmopolitas Magazine, intitulado "O Caminho da Autodestruição", Alice Mulcahey demonstrou que, anualmente, mais de 30.OOO americanos se suicidam, enquanto que outros 10O.OOO tentam fazê-lo. E continuou dizendo que "Há uma chocante evidência de que outros milhões de pessoas estão se
matando por processos menos visíveis e mais vagarosos. Outros, ainda, estão cometendo um suicídio mais espiritual do que físico, buscando constantemente maneiras de se humilharem, punirem e, geralmente, inferiorizarem-se" .

Quando encontrar-se com uma outra pessoa adote a política de pensar "Somos ambos pessoas importantes discutindo algo de interesse e beneficio mútuos".

Na verdade a raiva dele não é contra mim. Eu nada mais fui do que o bode expiatório. Quem sabe se o pobre coitado não brigou com a mulher, ou se os seus negócios vão mal? Ou talvez ele sinta-se inferior e esta tenha sido a sua grande oportunidade de parecer dominador. E eu fui o cara que lhe deu a chance de se livrar de algo.

Os que têm vergonha de se apresentar podem superar essa timidez com confiança realizando três ações simples e simultâneas: primeiro, aperte cordialmente e com firmeza a mão da outra pessoa; segundo, encare-a diretamente; e terceiro, diga: "Muito prazer em conhecê-la."
Essas três simples ações extinguem, automática e instantaneamente, a timidez. Uma ação confiante produz um pensamento confiante.

A maioria das pessoas se espalha pelas filas de trás para que não seja "muito notada". E a razão do medo de ser notado é a falta de confiança. Sentar-se na frente faz adquirir confiança. Pratique isso. De agora em diante, adote como regra o sentar-se na frente, o mais que você puder.

Habitue-se a encarar os outros - A maneira pela qual uma pessoa usa os olhos diz muito a seu respeito. Quando alguém não o olha nos olhos, você instintivamente se pergunta: "Que está ele procurando ocultar? De que é que ele tem medo? Estará procurando tapear-me? Estará escondendo algo?"
O fato de se procurar evitar o olhar dos outros significa uma de duas coisas: ou, "Sinto-me fraco ao seu lado", "Sinto-me inferior a você”, "Estou com medo de você", ou "Sinto-me culpado", "Fiz ou pensei algo que não quero que você saiba", "Estou com medo de que você possa ver através de mim" .
Você não se recomenda quando evita o olhar dos outros. Apenas diz: "Estou com medo. Não tenho confiança." Domine esse medo olhando os outros dentro dos olhos.
Quando você olha alguém diretamente nos olhos está dizendo: "Sou honesto e superior. Acredito no que estou lhe dizendo. Não tenho receio. Tenho confiança."
Faça com que seus olhos trabalhem para você. Dirija-os diretamente aos olhos do seu interlocutor. Isso não apenas lhe conferirá confiança, fará também com que os outros confiem em você.

Pessoas que demonstram uma superconfiança - Essas andam mais rapidamente que a média. Parece que correm. A maneira pela qual andam parece dizer. "Vou a um lugar importante, fazer algo de importância. E, mais ainda, vou conseguir o que quero dentro de 15 minutos."

Quanto mais você falar, mais confiança adquire, e mais fácil se torna falar da próxima vez. Falar é a vitamina que cria a autoconfiança. Utilize essa maneira de fabricar a autoconfiança. Adote como regra falar em todas as reuniões a que você comparecer. Fale, diga algo voluntariamente, em todas as reuniões onde se trate de negócios, ou de problemas da comunidade e às quais você comparecer.
Não faça exceções. Faça comentários, dê sugestões, faça perguntas. E não seja o úlgmo a falar. Procure ser o quebra-gelo, o primeiro a fazer um comentário. E não se preocupe com medo de fazer papel de bobo. Não o fará. Para cada pessoa que não concorda com o que você diz, há sempre outra que tem a mesma opinião que a sua.

Milhares de pessoas adquiriram autoconfiança através de um programa planejado para falar como facilidade com os outros e para os outros.

Tente sentir-se derrotado e, ao mesmo tempo, sorrir com franqueza. Não o conseguirá. Um sorriso franco confere-lhe confiança, destrói o medo, afasta as preocupações e combate o desespero. Um sorriso franco faz mais do que livrá-lo de más sensações. Ele também funde - e de maneira instantânea - a oposição dos outros. Diante de seu sorriso franco uma outra pessoa apenas não pode zangar-se com você.

Muitas vezes tenho ouvido dizer: "Sim, muito bem, mas quando estou com medo de alguma coisa, ou quando estou com raiva, não tenho vontade alguma de sorrir."
Claro que não. Ninguém tem. O truque está em você forçar o sorriso. Então sorria.
Domine o poder de sorrir.

Vejamos agora como podemos engrandecer nossos pensamentos.
Algum dia você já perguntou a si mesmo: Qual é a minha maior fraqueza? Provavelmente a maior fraqueza humana é a auto-depreciação- isto é, o vender-se barato. A auto-depreciação se evidencia de vários modos. John vê, no jornal, o anúncio de um emprego; é exatamente o que ele deseja. Mas nada resolve porque pensa assim: "Para que me incomodar? Eu não sou bastante bom para isso." Ou então é Jim que deseja encontrar-se com Joan, mas nada faz para isso, pois pensa que não adiantará.
Tom sente que Mr. Richard seria um bom freguês para seus produtos, mas não o procura. Acha que Mr. Richard é importante demais para atendê-lo. Pete está preenchendo um formulário de pedido de emprego. Há uma pergunta que diz: "Com que salário deseja iniciar?" E coloca um salário modesto porque realmente acha que não vale o salário maior que desejaria ganhar.

Quem usa palavras difíceis, frases e termos altissonantes que a maioria tem dificuldades de compreender tem tendências para arrogância, medalhão, ou bobo presumido. E esses, geralmente, pensam mesquinhamente.
A medida da importância do vocabulário de alguém não está no tamanho ou no número de palavras que usa Ao contrário, o que importa, a única coisa que importa no vocabulário de alguém, é o efeito que suas, palavras e frases causam na sua própria maneira de pensar e na dos outros.

Suponhamos que você diga a um grupo de indivíduos: "Lamento ter de comunicar que fracassamos." Que vêem essas pessoas? Derrota, e todo o desapontamento e amargura que a palavra "fracassar" encerra. Suponhamos, agora, que você declare: "Eis uma nova tentativa que, acredito, dará certo." Todos sentir-se-ão encorajados, prontos para começar de novo.Suponhamos que você fale: "Surgiu um problema." Você cria,na mente dos outros, um quadro em que aparece algo desagradável,difícil de resolver. Se, ao contrário, disser: "Surgiu um desafio", o quadro é de estímulo, de esporte, de algo agradável de fazer.
Ou então diga: "Ficamos sujeitos a uma grande despesa", e o grupo verá dinheiro sendo gasto, dinheiro que jamais voltará, o que, aliás, é de fato desagradável. Mas se, ao contrário, você se exprimir assim: "Fizemos um grande investimento", o grupo imaginará um quadro de algo que, mais tarde, dará lucro, uma visão muito agradável.

Para pensar positivamente devemos usar palavras e frases que produzam imagens mentais positivas, construtivas.

Os que pensam positivamente habituam-se a ver as coisas não apenas como são, mas como poderão ser.

Quando falo com os meus clientes não preciso convencê-los de que a fazenda é uma boa compra, tal qual está. Ajudo-os a ver a fazenda transformada em algo que vai fazer dinheiro.

Veja as coisas não como são, mas sim como poderão vir a ser. A capacidade de visualizar valoriza tudo. Quem pensa positivamente prevê sempre o que pode ser feito no futuro. Não fica empacado no presente.

É preciso ver as coisas como poderão ser, e não apenas como são.
O professor que só pensa em Jimmy tal qual é - um pirralho mal-educado, atrasado e grosseiro - com toda a certeza não vai ajudá-lo a desenvolver-se. O que, porém, enxergar o que poderá ele vir a ser vai obter bons resultados.
A maioria das pessoas que observa os "Caminhos do Desvio" só vê ali gente vencida, fracassada, sem esperança alguma. Mas uns poucos devotados enxergam algo mais: vêem cidadãos que podem ser amparados e, por isso, realizam, às vezes, ótimos trabalhos de reabilitação.

O importante não é o que se tem, mas sim o que se planeja obter.

A etiqueta de preço que o mundo coloca em nós é igual à que nós mesmos nos colocamos.

Pergunte a isso mesmo: "Que poderei fazer para valorizar este quarto, esta casa ou este negócio?" Procure idéias que façam as coisas valerem mais. Uma coisa - seja um terreno vazio, uma casa ou um negócio - vale de acordo com o uso que dela se pretende fazer.

Visualize-se não como você é, mas como poderá vir a ser. Assim procedendo, os métodos para atingir o seu valor potencial apresentar-se-ão por si mesmo.

QUE É NECESSÁRIO PARA FAZER UM BOM DISCURSO?
Quase todo o mundo desejaria ser capaz de falar bem em público. No entanto, a maior parte das pessoas não o consegue, e são péssimos oradores. Por quê? A razão é simples. Concentram-se nos aspectos triviais e insignificantes do discurso em vez de pensarem nos grandes e importantes. Quando se prepara para falar, quase toda a gente se ministra um batalhão de instruções mentais como "Não devo esquecer de me conservar ereto", "Não devo mexer-me demais, nem sacudir muito as mãos", "Não devo deixar que o auditório me veja consultar notas", "Não devo esquecer os possíveis erros de gramática", "Não devo esquecer se a gravata está direita", "Não devo esquecer de falar alto, mas não alto demais", e assim por diante.
Muito bem. E que acontece quando o orador se levanta para falar? Fica apavorado porque se deu uma lista terrível de coisas que não deve fazer. Confunde-se e encontra-se silenciosamente perguntando "Será que cometi algum engano?". Em resumo, é um fracasso. E o é porque se concentrou nas qualidades pequenas, triviais, sem importância, de um bom orador e deixou de pensar nos requisitos que fazem um bom orador: conhecimento do assunto sobre o qual vai falar; e um intenso desejo de transmiti-lo aos outros.
O que caracteriza um verdadeiro orador não é a sua postura, ou o número de erros de gramática que comete, mas sim conseguir que o auditório apreenda os pontos que deseja demonstrar. A maioria de nossos principais oradores apresentam pequenos defeitos: alguns tem mesmo vozes muito desagradáveis Alguns dos mais procurados oradores da América fracassariam num curso dado pelo antigo e negativo método do "não faça isso e aquilo".
No entanto, todos esses afortunados oradores públicos têm uma coisa em comum. Todos têm algo a dizer e um desejo imperioso de que os outros o escutem.

O fato de se acreditar que alguma coisa pode ser feita põe a mente a trabalhar à procura de um meio de fazê-la.

QUANDO SE CRÊ, A MENTE PROCURA MEIOS DE FAZER.

Quando você crê que algo é impossível, sua mente põe-se a trabalhar para provar essa impossibilidade. Mas quando você acredita, mas acredita de verdade que alguma coisa pode ser feita, sua mente começa a trabalhar por você e o ajuda a encontrar meios de fazê-la.

Do mesmo modo, você pode encontrar meios de gostar de uma pessoa, se acreditar que isso é possível.
Você pode encontrar soluções para os problemas pessoais, acreditando nessa possibilidade.

Você pode achar um meio de comprar uma casa nova e maior, se se acreditar capaz de fazê-lo.
A crença liberta a força criadora. A descrença põe-lhe um freio, Acredite, e você começará a pensar - construtivamente.
Sua Mente Arranjará um Meio, se Você Permitir que Ela o Faça.

Pense em algo de especial que você tem desejado, mas que não conseguiu realizar. Faça, agora, uma lista das razões pelas quais você é capaz de realizá-lo. Muitos de nós destruímos nossos desejos simplesmente porque nos concentramos na impossibilidade de realizá-los, quando a única coisa digna da concentração mental é pensar neles como exeqüíveis.

Von Braun: "O homem pertence ao lugar para o qual deseja ir."

Não interessa saber se essas idéias são, ou não, práticas. O ponto importante é ver como alguém trata essas proposições. Se a pessoa rir ante a idéia e não lhe der a menor atenção (e é muito provável que 95 por cento riam), há muita probabilidade de que ela sofra de paralisia tradicional. Mas aquela que entre 20 disser: "Aí está uma idéia interessante; fale mais a respeito", tem a mente voltada para a criação.

Torne-se receptivo às idéias. Receba-as com alegria. Destrua os pensamentos repulsores tais como: "Não adianta", "Não pode ser feito", "É inútil" e "É absurdo".

Acabe com a rotina. Procure novos restaurantes, novos livros, novos amigos, novos teatros; siga, um dia, para o trabalho, por um caminho diferente, passe umas férias diferentes esse ano, faça algo de novo e diferente neste fim de semana.
Se você trabalha em distribuição, interesse-se pela produção, contabilidade, finanças e outros elementos do negócio. Isso lhe dá alento e o prepara para maiores responsabilidades.

Os indivíduos e os negócios prósperos vivem com essa pergunta: "Como poderei melhoro a qualidade do meu rendimento? Como poderei fazer melhor?"

A capacidade é, de fato, um estado de espírito.

Todas as pessoas prósperas e competentes que eu conheço são ocupadas. Quando inicio alguma coisa, algum projeto, com elas, sei que será satisfatoriamente terminado.

Dezenas de situações ensinaram-me que posso confiar num homem atarefado. Mas muitas vezes fiquei desapontado ao trabalhar com gente que dispõe "de todo o tempo".

Não há melhor maneira de fazer com que os outros gostem de nós do que os ouvindo.

Um cérebro que só se alimenta de si fica logo subnutrido, enfraquecido, e incapaz de pensar criadora e progressivamente. O estímulo dado pelos outros é um excelente alimento mental.

Você já pensou por que razão um caixeiro recebe um freguês com um "Em que posso servi-lo, senhor?", ao mesmo tempo que ignora virtualmente um outro? E por que um homem abre uma porta e cede a passagem para uma mulher, e não para a outra? Ou por que um empregado cumpre conformadamente as instruções de um superior, enquanto resmunga para seguir as ordens que outro lhe dá? Ou por que prestamos mais atenção ao que uma pessoa diz, do que ao que outra fala?
Olhe à sua volta, e observe que alguns indivíduos são tratados por "Alô, Mac", "Alô, Budy", enquanto que outros recebem um sincero e importante "Sim senhor". Observe e veja que enquanto certas pessoas impõem confiança, lealdade e admiração, outras não.
Aprofunde a sua observação e verifique que os que impõem mais respeito são também os mais bem-sucedidos. Como se explica isso? Podemos resumir numa palavra: pensamento. Opensamento é que faz isso. Os outros nos vêem como nós nos vemos. Recebemos o tipo de tratamento que pensamos merecer.

Para sermos importantes, devemos pensar que o somos, pensar de verdade; então os outros pensarão também.

A maneira pela qual você pensa determina a maneira pela qual você age.

E quanto mais respeito você tiver por si mesmo, mais respeito os outros terão por você.

Pareça importante - isso o ajudará a pensar de maneira importante.

Regra: Lembre-se de que sua aparência "fala". Certifique-se de que ela diz coisas positivas a seu respeito. Nunca saia de casa sem ter a certeza de que você parece o tipo de pessoa que deseja ser.

O seu exterior físico afeta o seu interior mental. A sua aparência externa afeta a maneira pela qual você pensa e se sente internamente.

Qualquer um que já tenha servido o exército sabe que o soldado sente e pensa como soldado quando está de uniforme. Uma mulher sente mais a emoção de uma festa quando está vestida de maneira apropriada para a festa.

Se sua aparência fala a você, fala também aos outros. Ajuda a determinar o que os outros pensam de você.

A questão é essa: quanto melhor for a sua "embalagem", maior será a aceitação do público.

Não se esqueça: sua aparência fala para você e para os outros.
Faça tudo que puder para que ela diga: "Aqui está uma pessoa que se respeita. É importante. Trate-a como tal." Você deve parecer o melhor que puder aos outros e, o que é ainda mais importante, a você mesmo.
Você é o que pensa ser. Se seu aspecto faz com que você pense que é inferior, você será inferior. Se faz como que você pense que é insignificante, você se tornará insignificante. Pareça o melhor que puder e você pensará e agirá da melhor maneira possível.

Todos nós reparamos como as crianças adquirem rapidamente as atitudes, os medos e as preferências dos pais.

Faça um discurso cheio de entusiasmo para si mesmo. (...)diga: “Vou fazer uma grande palestra. Tenho algo a dizer, e que essa gente precisa ouvir".
Repita essas frases com convicção. Depois, volte para a sala de conferência e fale.

Cole essa pergunta no cérebro: "É assim que procederia uma pessoa importante?" Faça-se essa pergunta para tomar-se maior e ter mais sucesso.

Sua aparência lhe fala. Certifique-se de que ela eleva o seu espírito e lhe confere confiança. Sua aparência fala aos outros. Tenha a certeza de que ela diz: "Eis uma pessoa importante, inteligente, próspera e em quem se pode confiar."

Em todas as situações da vida pergunte mentalmente: "É assim que pensa uma pessoa importante?" Então obedeça à resposta.

O tipo de alimento mental que consumimos determina nossos hábitos, nossas atitudes, nossa personalidade. Cada um de nós herdou uma certa capacidade criadora. No entanto, a maneira pela qual a desenvolvemos e a quantidade que dela utilizamos dependem do alimento mental que ingerimos.
Assim como o corpo reflete a comida que se lhe dá, a mente reflete o ambiente com que é alimentada.

A convivência com pessoas que têm idéias grandiosas eleva o nível de nossos pensamentos.

Recondicione-se para o sucesso. O maior obstáculo na estrada do sucesso é a sensação de que as grandes coisas estão fora de nosso alcance.

Suponha que você diga a outra pessoa do tipo médio que pretende possuir uma casa de 50.OOO dólares. Ela rirá porque julgará que isso é impossível. No entanto, se você contar seu plano a uma pessoa que já esteja morando numa casa de 50.OOO dólares,ela não se surpreenderá. Sabe que isso não é impossível, de vez que já o conseguiu.
Lembre-se: Os que lhe dizem que você não pode fazer são, quase sempre, pessoas mal-sucedidas, quando muito do tipo médio ou medíocre no que toca às realizações. As opiniões dessa gente podem agir como veneno.

O modo por que pensamos é diretamente afetado pelo grupo que freqüentamos. Tenha a certeza de que você está no rebanho que pensa certo.

O indivíduo que, fora do trabalho, tem uma vida construtiva, quase sempre é mais bem-sucedido do que o outro que enfrenta situações monótonas e aborrecidas no lar.

Quando falar dos outros aborde sempre o lado positivo.
Para estimular os outros deve-se primeiro estimular-se a si próprio.

Os alunos não se interessavam pelo que dizia o mestre porque ele próprio não estava interessado. A História o aborrecia, e ele deixava transparecer isso. Para estimular os outros, tornando-os entusiastas, você tem primeiro que se entusiasmar.

O vendedor entusiasta jamais precisa se incomodar com a falta de entusiasmo dos compradores. O professor entusiasta jamais tem que se preocupar com o desinteresse dos alunos. O pastor cheio de estímulo jamais terá o desprazer de ver sua congregação adormecida.

Os resultados são proporcionais ao entusiasmo aplicado.

Para se tornar entusiasmado com alguma coisa que não lhe desperta interesse, aprenda mais sobre essa coisa.

Use a técnica de "aprofundar-se no assunto" para desenvolver o entusiasmo por uma outra pessoa. Procure saber tudo o que puder a respeito dela - o que faz, qual é sua família, seu passado, suas idéias e suas ambições -e verá que seu interesse e entusiasmo por ela crescerão. Continue a escutá-la e com certeza irá descobrir interesses comuns. Aprofunde-se mais ainda e, eventualmente, verá que se trata de uma pessoa fascinante.

A técnica também funciona quando se trata de desenvolver entusiasmo por lugares novos.

Há um modo de criar entusiasmo por uma nova localidade. Procure simplesmente conhecê-la a fundo. Aprenda tudo o que puder sobre ela. Misture-se com o povo. Pense e sinta como um cidadão da comunidade, desde o primeiro dia em que estiver nela. Faça isso que ficará entusiasmado com o seu novo ambiente.

Ponha em execução esse princípio, da próxima vez que você tiver de fazer algo que não deseje. Ponha-o em execução da próxima vez que começar a ficar aborrecido. Quanto mais você penetrar um assunto, mais interesse terá nele.

Espalhe boas novidades. Esqueça as ruins que nada mais fazem do que aborrecer sua família, pondo-a nervosa. Traga diariamente para casa um pouco de sol.

Diga-lhes algo de bom, ou não lhes diga nada.Irradiando boas notícias você fica estimulado, sente-se melhor. Espalhando boas-novas você faz com que os outros também sintam-se melhor.

Querer ganhar dinheiro e acumular riquezas é um fato perfeitamente natural - e altamente desejável. O dinheiro é a força que dará a você e à sua família o padrão de vida que merecem. Dinheiro é o poder de ajudar os infelizes. Dinheiro é um dos meios de viver completamente a vida.
Censurado uma vez por incitar os outros a ganhar dinheiro, o grande pastor Russel H. Conwell, autor do livro Acres of Diamonds, disse: "Foi o dinheiro que imprimiu a bíblia, é o dinheiro que constrói as igrejas, que envia os missionários às regiões mais distantes do mundo, que paga os vossos pregadores, e não haveria muitos deles se não tivésseis com que pagá-los."

E a semente do dinheiro é o bom serviço. Eis por que é a atitude de "em primeiro lugar servir bem" que cria a riqueza. Faça um objetivo e o dinheiro virá por si mesmo.

Você não pode colher dinheiro sem plantar as sementes que lhe dão nascimento. E a semente do dinheiro é o bom serviço.

Dê sempre ao público Mais do que Ele Espera Obter. Cada pequenina coisa extra
que você faz pelos outros é uma semente de dinheiro.

Dedique diariamente um pouco do seu tempo procurando ponder a essa pergunta: "Como posso fazer mais do que esperam mim?" Depois aplique as respostas.

Ponha um pouco mais de "viva e deixe viver", em sua filosofia. A maioria das pessoas não gostam que se diga que "estão erradas". Você tem direito à sua própria opinião, mas, algumas vezes, é melhor guardá-la para si.

Seria monótono o mundo se todos fossem iguais e perfeitos.

Uma vez que você tenha dominado a técnica de só pensar bem dos outros, estar-lhe-á garantido um sucesso maior.

Quando tenho minha atenção focalizada no cliente, revejo as razões pelas quais devo gostar dele. E antes de lhe dizer uma só palavra sobre a apólice de seguro, imagino-o como uma criatura agradável, atraente.
Esta pequena técnica dá resultado. Gostando eu dele, cedo ou tarde ele acabará gostando de mim. Em breve, em vez de nos acharmos discutindo através da mesa, estamos sentados juntos, elaborando o plano de seguro. E ele confia e acredita em mim porque passei a ser seu amigo.

Compensa mostrar-se cortês para com gente que você não conhece nem espera conhecer jamais. A recompensa vem na forma do bem-estar que se sente. E este bem-estar reflete-se no seu trabalho e em tudo o mais que você fizer.

A maneira de pensar quando você perde é que determinará quanto tempo vai levar para você ganhar.

Uma idéia apenas regularmente boa, mas posta em execução, é cem por cento melhor
do que outra maravilhosa, mas que se deixa morrer.

De um certo modo a persistência não é uma garantia da vitória. Misturada, porém, com a experiência, garante o sucesso.

Muita gente passa pela vida dando mostras de admirável persistência e ambição, mas falha porque não experimenta novos métodos. Conserve o seu objetivo. Não se afaste dele um milímetro. Mas não ande às cabeçadas. Se não está obtendo resultados, tente um método novo.

Se você pensar "Há um meio de resolver esse problema", sua mente se encherá de pensamentos positivos que o auxiliarão a encontrar a solução.
O importante é pensar que "há um meio".

Quando você acha que há um meio, automaticamente você converte a energia negativa (vamos abandonar, vamos voltar) em energia positiva (vamos continuar, vamos progredir).

Quando encontrar um obstáculo, não abandone totalmente um projeto. Recue um pouco e refresque-se mentalmente. Faça qualquer coisa simples, tal como ouvir um pouco de música, fazer um passeio ou tirar um cochilo. Então, quando você se dedicar novamente a ele, muitas vezes a solução aparece antes que você se dê conta.

O que importa não é de onde você vem ou onde você está, mas para onde você quer ir.

Antes de partir, saiba para onde quer ir.

A energia aumenta, multiplica-se, quando você estabelece um objetivo desejado e resolve trabalhar para alcançá-la. Muita gente, milhões de pessoas podem encontrar novas energias escolhendo um objetivo e dando tudo o que podem para alcançá-lo. Os objetivos curam o tédio, curam até muitos males crônicos.

Quando você se rende aos seus desejos, quando fica ou se deixa ficar obcecado por um objetivo, recebe a força física, a energia e o entusiasmo necessários para realizá-lo. Recebe, porém, algo mais, igualmente valioso. Recebe a "instrumentação automática" necessária para se manter na direção do objetivo.

Com o objetivo absorvido pelo subconsciente, você reage automaticamente da maneira certa. E assim o consciente fica livre para pensar clara e corretamente.

Estude o mais alto escalão das pessoas que atingiram o sucesso. Note como todos, sem exceções, devotam-se inteiramente aos seus objetivos. Observe como a vida de uma pessoa de grande sucesso gira em torno de um propósito.

Já aconteceu a todos nós acordarmos um sábado de manhã sem plano algum, sem nenhuma agenda mental ou escrita para nos indicar o que vamos fazer. Em dias assim quase nada fazemos Vagamos a esmo o dia todo, felizes quando ele se finda. Mas quando começamos o dia com um plano, realizamos uma porção de coisas. Essa experiência importante nos dá uma lição muito importante: para realizar algo, devemos planejar sua realização.

Quando você procura o sucesso deve estabelecer objetivos e impor-se prazos, datas e quotas a serem cumpridos. Você só realizará o que planeja.

A maioria das pessoas que encaram a aposentadoria como o fim de uma vida de atribulações verificam logo que ela significa o fim da própria vida. Sem nada para fazer, sem objetivo, o indivíduo logo se extingue.

Para viver mais, tenha um objetivo. Nenhum remédio do mundo - e seu médico confirmará isso - é tão forte para prolongar a vida quanto a vontade de fazer alguma coisa.

O método do passo a passo é o único meio inteligente de atingir qualquer objetivo. Amelhor fórmula que já ouvi para deixar de fumar, a que mais tem dado resultado para a maior parte dos meus amigos, é a que eu chamo demétodo de "horaemhora". Em vez de tentaratingir o objetivo final - que é livrar-se do vício - resolvendo não fumar nunca mais, o indivíduo decide ir adiando, por mais uma hora, o próximo cigarro. Quando a hora passa, o fumante simplesmente renova a sua resolução de não fumar por mais uma hora. Posteriormente, à medida que o desejo vai diminuindo, o período é dilatado para duas horas, depois para um dia. Eventualmente, o objetivo é alcançado. A pessoa que quer libertar-se de um hábito de uma vez fracassa porque a dor psicológica é maior do que ela pode suportar. Uma hora é fácil; para sempre é difícil.

E os indivíduos "famosos" que perdem a celebridade tão depressa quanto a adquiriram nada mais são do que impostores que não lançaram fundações sólidas.

Onde encontrar as melhores fontes criadoras de idéias? Há muitas, mas, para obter uma boa porção de material de alta qualidade, faça isso: compre, pelo menos uma vez por mês, um bom livro estimulante e assine duas revistas ou jornais que emitam idéias. Por uma pequena quantia, e com um mínimo de tempo, você ficará sintonizado com os melhores pensadores existentes em qualquer parte.

Quando você se deixar absorver por seu objetivo, encontrar-se-á tomando as decisões certas para alcançá-lo.

Veja a vida dos grandes líderes religiosos e repare que todos passaram um tempo considerável isolados. Moisés isolava-se freqüentemente, às vezes por demorados períodos de tempo. O mesmo se dava com Jesus, Buda, Conftício, Maomé, Gandhi - todos os mais notáveis líderes religiosos da história viveram muito tempo em solidão, longe das distrações da vida.

É muito possível que Hitler jamais houvesse adquirido o poder, se não tivesse passado meses sozinho, na prisão, onde teve tempo para elaborar o Mein Kampf *, aquele perverso plano para o domínio do mundo e que conquistou os alemães num momento de cegueira.
*Em alemão no original. Minha luta, livro escrito por Hitler, na prisão, em que expunha suas idéias políticas e que se constituiu na verdadeira biblia do movimento nazista. (Nota do tradutor)

A questão é essa: as pessoas bem-sucedidas em qualquer terreno precisam de tempo para conferirem-se consigo mesmas. Os líderes usam a solidão para reunir as partes de um problema, para imaginar as soluções, paraplanejar, e, numapalavra, para se dedicar ao superpensamento.

Não seja do tipo que não pode ficar sozinho. Os líderes de sucesso exploram sua supe rforça, isolando-se. Você também pode fazer o mesmo.

Pense conforme pensam as pessoas que você deseja influenciar. É fácil conseguir que os outros façam o que você quer, se você encarar as coisas através dos olhos deles. Antes de agir, pergunte a si mesmo: "Que pensaria eu disso, se me achasse no lugar da outra pessoa?"

Você vence quando se recusa a lutar com gente mesquinha. Brigar com ela faz com que você se torne seu igual. Mantenha-se grande.

Pense Positivamente o bastante para ficar imune aos ataques das pessoas insignificantes.

Pareça importante. Isso ajuda você a pensar de maneira importante. Sua aparência exterior tem muito que ver com o que você sente interiormente. ****************************************************************************** Inscreva-se em nossa NewsLetter e receba semanalmente a postagem de destaque de cada semana do nosso blog MAIS DE MIL FRASES DE EFEITO. Vídeos motivacionais, Sugestão de Filmes de Efeito, Sons de Efeito, Vídeos de Efeito, Frases de Efeito, Matérias de Efeito, resumos de livros de Auto-Ajuda e muito, muito mais.
Preencha a linha abaixo com seu e-mail e usufrua Já desta vantagem:
Coloque aqui seu e-mail:



My Great Web page

23 comentários:

Fernanda disse...

Tom, excelente, gostei muito! O seu blog é fantástico!
"A convivência com pessoas que têm idéias grandiosas eleva o nível de nossos pensamentos", obrigada pela sua amizade!

juliano disse...

Inacreditavel... Seria essa palavra... parabens esse blog está me ajudando muito e tenho certesa que vai ajudar muitas outras pessoas... O mundo precisa de pessoas assim que compartilhe informação para o crescimento pessoal de todos... Estou muito feliz e sempre que entro na internet antes passo neste blog para atualizar meus pensamentos e sentimentos... OBRIGADO

Lilian disse...

Adorei seu blog. Esse texto me deu uma injeção de ânimo.

Dirtrace disse...

grade site muito bom mesmo parabéns gostei muito do video motivação para o sucesso pegando algumas imagens do filme gladiador parabens

Roseli disse...

Oi Tom se puder me ajudar ... o que posso fazer para parar de pensar negativo... acho que é por isso que não estou conseguindo alcançar minhas realizações, eu tento mas quando dou por mim já estou eu lá me fazendo de coitadinha. Qual o primeiro passo.... Sei que no seu blog deve discorrer muito sobre esse assunto mas como é minha primeira visita e como sou acostumada a atropelar as coisa já estou perguntando... hehehe

vitor hugo disse...

olha eu estava meio desanimado,mas entrei nesse blog e tomei uma injeção de animo, obrigado pelas dicas,acredito em tudo isso,só me falta talvez exercitar mais.obrigado

wilson bezerra disse...

muito bom mesmo, obrigado e prá frente continuem ajudando a todos que queira realmente mudar os seus destinos.

meire disse...

Tom,nao sei quem é vc,mas deve ser um anjo que caiu dos ceus ,para ajudar nos seres humanos a encarar nossos conflitos,neste mundo tao conturbado em que vivemos!Descobri seu blog ,no dia do meu aniversario,confesso,foi o maoirpresente q ganhei!!!!!!Obrigado!Creio q é um ser humano incrivel!bjs

Meire disse...

Adoraria , ter oprazer de trocar algumas palavrasc/vc!Deixoaquimeu mns anameire.pereira@hotmail.com.Se me add estara realizando um sonho!

Paulo disse...

Agradeço por você compartilhar conosco a sua sabedoria e sensibilidade. Neste mundo onde o mais importante é "ter" do que "ser", é fantástico conhecer pessoas que pensam diferente.

Descobri o seu blog quando procurava por frase de efeito para uma pauta de reunião. Foi um grande achado! Agora sempre que posso, estou aqui, absorvendo mais conhecimento.

Vamos continuar juntos na nossa jornada ao crescimento pessoal, meu amigo.

Namastê.

sisi disse...

É disso que as pessoas precisam, gente que pensa com confiança e age com confiança, parabéns entre tanto lixo, seu blog é fantástico!

Andrea Amaro disse...

Parabéns pelo blog, está me ajudando muito...
Obrigada

adevando leite da cruz junior disse...

Adorei ter encontrado o seu blog,depois que o li percebi que tudo na vida é possível.Basta você ACREDITAR E QUERER MUDAR A SUA VIDA!
PARABÉNS PELO DOMÍNIO.
Obrigado.

mara disse...

amei este blog ,me fez pensar diferente.!!!

Anderson disse...

Este blog fez me sentir bastante fortalecido, pois o mesmo oferecem os melhores alimentos que a nossa mente precisa que é procurar fortalecer intelectualmente e principalmente ESPIRITUALMENTE

Alexandre Rodrigues disse...

Parabéns

nando disse...

esse foi o melhor artigo q eu ja li em toda minha vida,parabens

Renata Silva disse...

Parabéns!!Esse é verdadeiramente um blog muito construtivo,elevador e sem dúvida consciente!Abençoado seja! Mais uma ve2 Parabéns!!!

Lopes s disse...

Se eu disser que não gostei,seria um hipócrita.

Anônimo disse...

Esse blog é um show! Divino!
Grato

Anônimo disse...

Terminei de ler esse livro. Realmente é muita informação boa! Cada página vale ouro.

jhucy disse...

Obrigada, Tom! Amei o seu blog! São ideias como essas q nos tornam "grandes", q nos arranca de onde estamos e nos impulsiona a ser cada vez melhor...

Anônimo disse...

EU FICO MARAVILHADA ME ENCANTO COM A VIDA QUANDO LEIO O SEU BLOG .OBRIGADA POR EXISTIR E NOS MOSTRAR POSSIBILIDADES DE MELHORAR NOSSO MODO DE PENSAR