quarta-feira

VIDA NOVA COM HO'OPONOPONO

Apresento a seguir 2 resumos que fiz de dois livros escritos sobre Ho'oponopono.
Após os resumos, você encontra alguns vídeos também referentes a Ho'oponopono que selecionei a partir do Youtube. Fiz a edição de um desses vídeos, traduzindo e adicionando as legendas em Português - (Tom R.):

Ho’oponopono

Neste e-book você encontra informação que venho recolhendo já há algum tempo sobre o Processo Ho’oponopono. Algumas coisas escrevi a partir da minha experiência pessoal praticando o sistema, outras ouvi em entrevistas que existem na Internet, também o que li e guardei. Outras informações peguei em grupos de discussão sobre o Ho’oponopono no qual eu participo, também
na Rede.

O Ho’oponopono não é o único caminho, de forma alguma, existem outros processos semelhantes, mas é o que melhor me atende aqui e agora. Então, o que temos nestas páginas é um pouco do que o Dr. Ihaleakala Hew Len, mestre e professor de Ho’oponopono, explica e mostra como fazer.

Muitos chegaram ao Ho’oponopono através deste texto do Dr. Joe Vitale divulgado na internet. Para aqueles que não o conhecem aqui está na sua íntegra:
HO´OPONOPONO - por Joe Vitale
Há dois anos, ouvi falar de um terapeuta, no Havaí, que curou um pavilhão inteiro de pacientes criminais insanos sem sequer ver nenhum deles.
O psicólogo estudava a ficha do preso e, em seguida, olhava para dentro de si mesmo a fim de ver como ele havia criado a enfermidade dessa pessoa. À medida que ele melhorava, o paciente também melhorava. A primeira vez que ouvi essa história, pensei tratar-se de alguma lenda urbana.
Como podia alguém curar a outro, somente através de curar-se a si mesmo?
Como podia, ainda que fosse o mestre de maior poder de autocura, curar a alguém criminalmente insano?
Não tinha nenhum sentido, não era lógico, de modo que descartei essa história.
Entretanto, a escutei novamente, um ano depois. Soube que o terapeuta havia usado um processo de cura havaiano chamado “Ho’oponopono”.

Se a história era realmente verdadeira, eu tinha que saber mais. Sempre soubera que total responsabilidade significava que eu sou responsável pelo que penso e faço.
O que estiver além, está fora de minhas mãos.
Acho que a maior parte das pessoas pensa o mesmo sobre a responsabilidade.
Somos responsáveis pelo que fazemos e não pelo que fazem os outros.
O terapeuta havaiano que curou essas pessoas mentalmente enfermas me ensinaria uma nova perspectiva avançada sobre o que é a total responsabilidade. Seu nome é Dr. Ihaleakala Hew Len.

Passamos, provavelmente, uma hora falando em nossa primeira conversa telefônica.
Pedi-lhe que me contasse toda a história de seu trabalho como terapeuta. Ele explicou-me que havia trabalhado no Hospital do Estado do Havaí durante quatro anos. O pavilhão onde encerravam os loucos criminais era perigoso. Em regra geral, os psicólogos se demitiam após um mês de trabalho ali. A maior parte do pessoal do hospital ficava doente ou se demitia.

As pessoas que passavam por aquele pavilhão simplesmente caminhavam com as costas contra a parede com medo de serem atacadas pelos pacientes. Não era um lugar bom para viver, nem para trabalhar, nem para visitar. O Dr. Len disse-me que nunca viu os pacientes. Assinou um acordo para ter uma sala no hospital e revisar os seus prontuários médicos. Enquanto lia os
prontuários médicos, ele trabalhava sobre si mesmo. Enquanto ele trabalhava sobre si mesmo, os pacientes começaram a curar-se. “Depois de poucos meses, os pacientes que estavam acorrentados receberam a permissão para caminharem livremente”, me disse. “Outros, que tinham que ficar fortemente medicados, começaram a ter suas medicações reduzidas. E aqueles, que não tinham jamais qualquer possibilidade de serem liberados, receberam alta”. Eu estava assombrado.
“Não foi somente isso”, continuou, “até o pessoal começou a gostar de ir trabalhar. O absenteísmo e as mudanças de pessoal desapareceram. Terminamos com mais funcionários do que necessitávamos porque os pacientes eram liberados e todo o pessoal vinha trabalhar. Hoje, aquele
pavilhão do hospital está fechado.”
Foi neste momento que eu tive que fazer a pergunta de um milhão de dólares:
“O que foi que o senhor fez a si mesmo para ocasionar tal mudança nessas pessoas?”
“Eu simplesmente estava curando aquela parte em mim que os havia criado”, disse ele.
Não entendi. O Dr. Len explicou-me, então, que entendia que a total responsabilidade por nossa vida implica em tudo o que está na nossa vida, pelo simples fato de estar em nossa vida e ser, por esta razão, de nossa responsabilidade. Num sentido literal, o mundo todo é criação nossa.
Uau! Mas isso é duro de engolir. Ser responsável pelo o que digo e faço é uma coisa. Ser responsável pelo que diz e faz outra pessoa que está na minha vida é muito diferente.
Apesar disso, a verdade é essa: se você assume completa responsabilidade por sua vida, então tudo o que você olha, escuta, saboreia, toca ou experimenta de qualquer forma é a sua responsabilidade, porque está em sua vida.
Isto significa que a atividade terrorista, o presidente, a economia ou qualquer coisa que você experimenta e não gosta, está ali para que você a cure.
Tudo isto não existe, digamos, exceto como projeções que saem do seu interior.
O problema não está neles, está em você, e, para mudá-lo, você é quem tem que mudar.

Sei que isto é difícil de entender, muito menos de aceitar ou de realmente vivenciar. Colocar a culpa em outra pessoa é muito mais fácil que assumir a total responsabilidade mas, enquanto conversava com o Dr. Len, comecei a compreender essa cura dele, e que o Ho’oponopono significa amar-se a si mesmo. Se você deseja melhorar sua vida, você deve curar sua vida. Se você
deseja curar alguém, mesmo um criminoso mentalmente doente, você o faz curando a si mesmo.

Perguntei ao Dr. Len como ele curava a si mesmo. O que era, exatamente, que ele fazia, quando olhava os prontuários daqueles pacientes.
“Eu, simplesmente, permanecia dizendo ‘Eu sinto muito’ e ‘Te amo’, uma vez após outra” explicou-me.
“Só isso?”
“Só isso! Acontece que amar-se a si mesmo é a melhor forma de melhorar a si mesmo e, à medida que você melhora a si mesmo, melhora o seu mundo”

Do website www.zerolimits.info © Joe Vitale

Revisão de várias traduções e a partir do original: Fábio Takashi e Al McAllister

Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo” na língua original dos havaianos. Embora não muito conhecido no Brasil, o Ho’oponopono tradicional faz parte do sistema de cura Huna. É o nome que o empresário/pesquisador americano Max Freedom Long deu à sua versão do
espiritualismo dos povos antigos do Havaí.

No sistema Huna o processo de cura Ho’oponopono é inter-pessoal, requer a participação de todos no processo de reconciliação, de solução de problemas. Este novo Ho’oponopono, o Ho’oponopono Identidade Própria é um processo intrapessoal, é você em comunicação com a Divindade. Foi desenvolvido pela Kahuna Morrnah Nalamaku Simeona que o ensinou ao Dr. Ihaleakala Hew Len.

Ao fazer o Ho’oponopono você pede a Deus, a Divindade, para limpar, purificar a origem destes problemas, que são as recordações, as memórias. Você assim neutraliza a energia que você associa à determinada pessoa, lugar ou coisa.
No processo esta energia é libertada e transmutada em pura luz pela Divindade. E dentro de você o espaço vagado é preenchido pela luz da Divindade. Então, no Ho’oponopono não há culpa, não é necessário reviver sofrimento, não importa saber o porquê do problema, de quem é a culpa,
nem sua origem. No momento que você nota dentro de si algum incômodo em relação a uma pessoa, ou lugar, acontecimento ou coisa, inicie o processo de limpeza, peça a Deus:
“Divindade, limpe em mim o que está contribuindo para este problema.”
Então use as frases desta seqüência:
“Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.” várias vezes, você pode destacar uma que lhe toca mais naquele momento e repeti-la. Deixe sua intuição lhe guiar. Quando você diz “Sinto muito” você reconhece que algo (não importa se saber o que) penetrou no seu sistema corpo/mente. Você quer o perdão interior pelo o que lhe trouxe aquilo. Ao dizer “Me perdoe” você não está pedindo a Deus para te perdoar, você está pedindo a Deus para te ajudara se perdoar. “Te amo” transmuta a energia bloqueada (que é o problema) em energia fluindo, religa você ao Divino. “Sou grato” é a sua expressão de gratidão, sua fé que tudo será resolvido para o bem maior de todos envolvidos.

A partir deste momento o que acontece a seguir é determinado pela Divindade, você pode ser inspirado a tomar alguma ação, qualquer que seja, ou não. Se continuar uma dúvida, continue o processo de limpeza e logo terás a resposta quando completamente limpo.
Lembre-se sempre que o que você vê de errado no próximo também existe em você, somos todos Um, portanto toda cura é auto cura. Na medida em que você melhora o mundo também melhora. Assuma esta responsabilidade.
Ninguém mais precisa fazer este processo, só você.

Não existe regra em relação à ordem das frases. Use a seqüência com a qual se sentir melhor, a que estiver mais em sintonia com o seu momento. Pode usar uma ou duas, geralmente só “Te amo” já resolve. O aspecto principal é que estamos aprendendo a nos relacionar com nossa Mente Subconsciente.

O importante é saber que nos integramos com a nossa Mente Subconsciente ao pedir a Divindade para limpar as memórias que se repetem, que geram os conflitos, os problemas, os bloqueios de energia, que resultam em doenças, psíquicas e físicas.
Pense as frases em todos os momentos no seu dia a dia, isso o manterá com uma atitude vibrante de bem-estar e compreensão, em relação á qualquer coisa que se manifestar para você.

Agora chegamos ao que para muitos é controverso, em função da necessidade que o intelecto, o ego, sente de ter o aparente domínio sobre situações. De poder controlar, direcionar e obter resultados, a partir do planejamento de metas específicas. Aqui entramos na questão do mérito, ou não, do poder da mente, das afirmações, do pensamento positivo, e assim por diante. Este é o divisor das águas em relação à tradição original. A diferença entre o Ho’oponopono Huna e o Ho’oponopono da Identidade Própria.
Em uma entrevista ao Saul Maraney, da África do Sul, o Dr. Len fez estas observações:
O Dr. Len afirma que limpar visando um resultado não funciona. Mas quando você limpa por limpar, você pode ser agradavelmente surpreendido pelo o que a Divindade escolher como resultado para você. Isso libera a Mente Consciente de ter que decidir o que deve ou não ser limpo.

Portanto a necessidade de consertar o próximo, de fazer alguém entender nosso ponto de vista, de convencer, justificar, convencer, converter, curar, são jogos mentais da Mente Consciente querendo controlar resultados.

Dr. Len: “Ser 100% responsável é uma estrada difícil de viajar, porque o intelecto é tão insistente. Quando um problema nos aparece, o intelecto sempre busca alguém ou alguma coisa para culpar. Nós continuamos procurando lá fora (de nós) a origem dos nossos problemas. Não percebemos que a origem está sempre dentro de nós.”.
A professora do Dr. Len, Morrnah Simeona, ensinava que “Nós estamos aqui somente para trazermos paz para nossa própria vida, e se trazemos paz para nossa própria vida, tudo em nossa volta encontra seu próprio lugar, seu próprio ritmo e paz,” e isso é tudo que é o Ho’oponopono.

Dr. Len: “A definição de Ho’oponopono é corrigir um erro, e o erro é corrigido ao se dizer ‘Te amo, Sinto Muito, Me perdoe, e Sou grato’ ao Divino, para se permitir que o Divino vague e cancele os dados (as memórias na Mente Subconsciente) que experimentamos como problemas.

Se alguém aparece com raiva em minha experiência, eu assumo 100% de responsabilidade me perguntando: ‘O que há em mim, que eu preciso liberar, que está fazendo aparecer esta experiência?’ Eu olho para qual problema (memórias) em mim está causando a situação, que eu posso oferecer para a Divindade cancelar.

Dr. Len destaca que a profunda palavra havaiana “Aloha” significa: Estar na presença (Alo) do Divino (Ha). Ele diz que quando dizemos Aloha para alguém, estamos reconhecendo que aquela pessoa é o Divino personificado.

“Tentar ajudar as pessoas falando a elas, não ajuda. Com o Ho’oponopono eu trago a paz para mim mesmo, assim todos em minha volta podem ter a paz para si.”.

Limpar significa pedir a Divindade para colher nossas recordações (as memórias se repetindo no subconsciente) e transmutá-las em pura luz, neutralizando seus efeitos – que são os problemas na vida. Fazendo com que a Inspiração venha nos guiar ocupando o espaço vago pelas memórias na
nossa Mente Subconsciente.

O principal é o uso das frases: Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

O Ho’oponopono incessante do qual o Dr. Len fala, é mentalmente dizer estas frases, ou frase, antes e durante tudo o que se faz, e lugar que se vai. Ao reparar sentimentos aflorando, aproveite para fazer esta limpeza. Como exemplo; a pessoa sente a necessidade de emagrecer, pela força de vontade até que consegue perder peso, mas fica sempre aquela tensão, aflição,
frustração, por ter o receio de engordar ou por ter engordado novamente.
Limpando-se em cima desses sentimentos faz-se com que o programa interno, guardado na Mente Subconsciente, responsável pela pessoa estar acima do peso seja eliminado. O mesmo para quem quer parar de fumar, toda vez que perceber a vontade de fumar faça a limpeza com as frases, ou frase, peça a Divindade para limpar as memórias/programas responsáveis por aqueles
sentimentos. Agora, não limpe visando o resultado de perder peso ou parar de fumar. Peça a Divindade para limpar o sentimento desconfortável em relação a aquela condição ou hábito. Isto sim. Deixe a Divindade lhe proporcionar o bem.

Importante: Você não está limpando para obter resultados. Não é para ter dinheiro para pagar as contas, para conseguir aquele emprego, ou aquela promoção. Você não está limpando para conseguir com que fulana, ou fulano, passe a reparar você, nada disso.

Você está pedindo a Divindade para limpar as memórias em você que, no momento, estão produzindo os problemas em sua vida, as ansiedades, Conflitos, receios, o que seja. Não importa saber de onde vem o problema, aparentemente de quem, ou por que. Isso é difícil do intelecto abrir mão, mas com a prática do Ho’oponopono serás testemunha de que Deus sabe muito melhor do que você qual é a solução. E pode lhe proporcionar a resposta e benção que você nunca poderia imaginar ser possível!

Ho’oponopono significa simplesmente “acertar o passo” ou “corrigir o erro”. De acordo com os antigos havaianos, o erro provém de pensamentos contaminados por memórias dolorosas advindas do passado. Ho'oponopono oferece uma forma de liberar a energia desses pensamentos dolorosos, ou erros, os quais causam desequilíbrio e enfermidades.

“Toda terapia é uma forma de manipulação.”

Ihaleakala: A manipulação acontece quando eu (o terapeuta) chego com a idéia de que você está doente e eu vou trabalhar em você. Coisa muito diferente é quando acredito que você veio até mim para me trazer uma oportunidade de olhar o que está acontecendo comigo. Nesse caso não acontece a manipulação.
Se a terapia for baseada em sua crença de que você está ali para salvar o outro, curar o outro ou orientar o outro, a informação que você traz emerge do intelecto, da mente consciente. Mas o intelecto não é habilitado para entender e abordar problemas. O intelecto não tem a menor condição de solucionar problemas! Ele é incapaz de compreender que, quando uma situação problemática é solucionada por transmutação (como no caso de Ho'oponopono e outros processos semelhantes), não só a situação fica resolvida, mas tudo o que estiver relacionado com ela, atingindo níveis microscópicos e estendendo-se até o início dos tempos.

Ihaleakala: Sim. Por exemplo, outro dia recebi um telefonema de uma mulher, cuja mãe estava com 92 anos. Ela disse: “Minha mãe está com uma horrível dor nos quadris já faz muitas semanas.” Enquanto a mulher falava comigo, eu fazia a seguinte pergunta à Divindade: “O que está acontecendo comigo para ter causado a dor nesta senhora? Como posso resolver este problema dentro de mim?” As respostas vieram e eu fiz o que me foi solicitado.
Pode ser que uma semana depois a mulher me ligue para dizer que sua mãe está melhor. Isto não significa que não haverá reincidência do problema, porque pode haver causas variadas para aquilo que parece ser o mesmo problema.

No mês passado, fiz uma apresentação em Dallas. Na conversa com uma mestra em Reiki, perguntei-lhe: “Quando alguém lhe vem com um problema, onde você vai encontrá-lo?” Ela me olhou intrigada. E eu disse: “Em você. Porque foi você quem causou o problema, e o seu cliente vai lhe pagar pela cura de um problema que é seu!”.

Se a questão está ligada à outra pessoa, pergunte a si mesmo: “O que há de errado comigo que está levando esta pessoa a me incomodar?”

Sempre me lembro do que Morrnah dizia: “É um trabalho interno.” Se você quer ter sucesso, trabalhe internamente. Trabalhe em você mesmo!

Cat: Lembro-me de quando você contou sobre a época em que trabalhou como psicólogo na ala para loucos criminais no Hospital Estatal do Havaí. Disse que quando começou a trabalhar lá, havia muita violência entre os internos e que, depois de quatro anos, tudo ficou em paz.
Ihaleakala: Basicamente, assumi 100% de responsabilidade. Só trabalhei comigo mesmo.

Quando você faz Ho'oponopono, o que acontece é que a Divindade pega os pensamentos dolorosos e os neutraliza ou os purifica. Não se trata de neutralizar ou purificar a pessoa, o lugar ou a coisa. Você neutraliza a energia que você associa com aquela pessoa, lugar ou coisa. Portanto, o primeiro estágio de Ho'oponopono é a purificação da energia.

Esta entrevista foi originalmente publicada por The New Times, em Setembro de 1997.

Tradução apresentada por http://danielcaixao.multiply.com/journal/item/239

Problemas podem ser resolvidos sem a necessidade de se saber o porquê deles! Perceber e apreciar isso é um alívio e alegria absolutos para mim.
Solucionar Problemas, parte do propósito da existência, é do que trata o Ho’oponopono Identidade Própria. Para solucionar problemas, duas questões devem ser respondidas: Quem sou eu? Quem tem o comando?

O Vazio (o estado Zero, que também pode ser chamado de Vácuo) é o alicerce da Identidade Própria, da Mente, do Cosmos. É o estado precursor da infusão de Inspirações da Inteligência Divina para o interior da Mente Subconsciente.

“Tudo que os cientistas sabem é que o Cosmos foi gerado do nada, e retornará para o nada, para o lugar de onde veio. O Universo começa e termina no zero.”
Charles Seife, “Zero: A Biografia de Uma Idéia Perigosa”

Ho’oponopono Identidade Própria é uma versão atualizada do antigo processo Havaiano de solução de problemas pelo arrependimento, perdão e transmutação.

O Vazio é o lugar comum, o meio equalizador de todas as Identidades Próprias, “animadas” e “inanimadas”. É a fundação, o alicerce eterno e indestrutível de todo Cosmos, visível e invisível.

Água Solar Azul: Beber muita água é uma maravilhosa prática para a solução de problemas, particularmente se for Água Solar Azul. Adquira um recipiente de vidro azul com uma tampa não-metálica. Verta água de torneira (aqui no Brasil é melhor água filtrada) no recipiente. Coloque o recipiente azul no sol ou sob uma luz incandescente (não lâmpada fluorescente) durante pelo
menos uma hora. Depois que a água está solarizada (alterada por exposição à luz solar), pode ser usada de vários modos. Beba-a. Cozinhe com ela. No enxágüe após o banho. Frutas e legumes amam serem lavados em Água Solar Azul! Assim como os processos "Te amo" e "Sou grato”, a Água Solar Azul esvazia problemas de recordações na Mente Subconsciente. Assim, beba sempre!

Traduzido por: Roberto Gasi, revisão Al McAllister
Consta no site www.luzdegaia.org de Pedro Coelho
*********************

O CAMINHO MAIS FÁCIL – HO’OPONOPONO (A CURA HAWAIANA)
MABEL KATZ

Ho’oponopono, uma arte hawaiana muito antiga que nos ensina a resolver nossos problemas. Graças a essa arte descobri que a vida pode ser fácil, muito mais fácil do que jamais tinha imaginado.

Eckhart Tolle, em seu livro O Poder do Agora diz que o ego se identifica com as posses, o trabalho, o nível social, o conhecimento, a fama, mas nenhuma delas é você. Você acha isso
aterrador ou é um alívio sabe-lo? Cedo ou tarde você terá que renunciar a todas essas coisas, e saberá que isso irá ocorrer quando a morte se aproximar. A morte é despir-se de tudo que você
não é. O segredo da vida é morrer antes de morrer e descobrir que a morte não existe.

O Ho’oponopono é um processo de perdão, arrependimento e transmutação. Cada vez que utilizamos qualquer de suas ferramentas, estamos assumindo 100% da responsabilidade sob nós mesmos e pedindo perdão (a nós mesmos). Aprendemos que tudo o que acontece em nossas vidas é projeção de nossa programação mental. Podemos escolher nos posicionar como um observador, observar nossos pensamentos, nossa programação e então libera-la para que se vá. Ou então podemos reagir e nos prender a elas. Todos nós temos um rascunho incorporado e a tecla de deletar, mas nos esquecemos
como usa-la.
O Ho’oponopono nos ajuda a recordar o poder que temos de escolher entre apagar (soltar) ou reagir, ser feliz ou sofrer.

Quando menciono os ensinamentos de Jesus, tampouco o faço em um contexto religioso. O propósito é recordar ao leitor que sempre tivemos mestres que vieram nos despertar para a verdade como, por exemplo, Jesus que falava em dar a outra face, um conceito até hoje difícil de entender. Entretanto quando apagamos em vez de reagir estamos dando a outra face, a face do amor. O liberar em vez de reter e reagir é dar a outra face.

Disseram-nos que somos seres humanos e nos acreditamos isso. Se pensarmos que somos seres indefesos e sem nenhum poder, isso é o que vamos manifestar na vida. Somos os reis de nosso próprio império e podemos construir e manifestar tudo o que nos quisermos em nossas vidas. Não depende de ninguém mais, somente de nós.

O QUE É UM PROBLEMA?
Um problema só é um problema se dissermos que o é.
E o problema não é o problema, mas nossa reação quanto ao problema é que é o problema.
Dr. Ihaleakalá Hew len

Nada é o que realmente parece. O intelecto não pode saber, pois seu conhecimento é limitado. Entretanto, há uma parte nossa que sempre sabe. A diferença entre o conhecimento intelectual e essa sabedoria inata que temos é similar a que existe entre subir numa cadeira, olhar ao redor e pensar que estamos vendo tudo e subir ao topo da montanha e ver o panorama completo.
Preferimos falar com nossos psicólogos ou com os vizinhos em vez de falar com Deus. Temos acesso permanente a todo este saber, a toda esta sabedoria que está dentro de nós, mas preferimos subir na cadeira e dar opiniões, emitir julgamentos e expressar nossos pontos de vista porque é o que aprendemos a fazer. Estamos viciados neste modo ser e agir. Entretanto, sempre podemos escolher o que fazer e como reagir quando aparece uma situação que consideramos problemática.

A seguinte historia ilustra belamente este conceito:
“Um dia o asno de um camponês caiu ao fundo de um poço. O animal se queixou durante horas enquanto o camponês tentava encontrar uma forma de tirá-lo. Finalmente, o camponês decidiu que o animal era velho, que os esforços para salva-lo estavam sendo inúteis, e decidiu soterrá-lo no poço. Então, o camponês pediu ajuda aos vizinhos, e todos pegaram pás começaram a atirar terra adentro do poço. No começo quando o asno se deu conta do que estava acontecendo, gemeu horrivelmente, mas depois de um momento para surpresa de todos, acalmou-se. Depois de várias pazadas de terra, o camponês finalmente decidiu olhar dentro do poço, e o que viu o deixou
estupefato. Com cada pazada de terra que caía sobre suas costas,o asno fazia algo assombroso. Sacudia as costas, a terra caía e se amontoava sob suas patas, e desse modo com cada pazada o asno dava um passo para cima. À medida que os vizinhos do camponês continuavam jogando terra sobre o animal, ele mesmo se sacudia e subia mais. Logo o asno chegou à borda do poço e saiu trotando”.
A vida joga todo tipo de terra em de nós. A solução para sair do poço é sacudir a terra e dar um passo para cima. Cada um de nossos problemas é como um degrau para a liberdade.
Depende só de nós se o usarmos como tal.

Os pássaros voam despreocupadamente sabendo que encontrarão o que necessitam para comer, bem perto do lugar onde se encontram.
Manifestar aquilo que desejamos requer muita FÉ e uma grande CONFIANÇA. O universo só precisa que demos esse primeiro passo. Se confiarmos e dermos nossa permissão, tudo o que precisarmos virá até nós.

Alguém alguma vez me contou a seguinte historia:
Uma mulher encontrou na porta de casa três velhos, e pensando que estivessem com fome convidou-os a entrar e ceiar. Um deles respondeu: “Não podemos entrar os três na sua casa. Somente um pode ser convidado. Eu me chamo Amor, os outros se chamam Riqueza e Sucesso. Entre e discuta com sua família qual de nós três será convidado a entrar.” A mulher entrou e contou a história a seu marido e sua filha. O marido disse: “Vamos convidar a riqueza, e teremos abundancia em nossa casa”. A mulher porém retrucou: “e porque não chamar o Sucesso?” A filha que ouvia tudo deu sua opinião: “Acho que deveríamos convidar o Amor”.
Decidiram então seguir o palpite da menina. A mulher saiu e convidou o Amor a entrar e partilhar da mesa. O Amor levantou e acompanhou a dona da casa. A riqueza e o Sucesso também se levantaram e seguiram o Amor. A mulher estranhou: “Mas eu convidei somente o Amor. Vocês não disseram que somente um seria convidado?” o Sucesso respondeu: “Se vocês tivessem convidado um de nós, os outros ficariam de fora, mas como convidaram o Amor, nós vamos juntos. Onde vai o Amor, o Sucesso e a Riqueza vão juntos.”

O dinheiro não é mau, ao contrário, o mal é lhe dar prioridade. Quando fazemos as coisas por dinheiro, tudo parece difícil, o dinheiro que vem parece nos escapar rapidamente das mãos. Devemos encontrar aquilo que amamos fazer, algo que faríamos com mesmo que não recebêssemos por isso.

Todos nós sentimos um grande medo do NÃO, um enorme medo da rejeição. Se não nos arriscarmos a receber um NÃO, nunca receberemos os SIM.

Queremos definir e entender tudo com nossa mente racional, e queremos que esse entendimento seja
verbalizado. Mas nossa mente racional não pode entender o amor porque ele não tem nada a ver com o pensamento. O amor não é para ser entendido, é para ser sentido. Devemos esquecer de querer transformar tudo num conceito mental e simplesmente sentir.

Outro grande engano que comumente cometemos é o de pensar que somente seremos felizes se tivermos alguém, se formos um casal. Acreditamos que o outro vai nos dar a felicidade
que tanto desejamos. Porém mesmo quando conseguimos ser amados pelo outro não seremos felizes se não estivermos completos em nós mesmos. Queremos achar no outro aquilo que nos falta, o que é uma perda de tempo. Primeiro é preciso amar-se, sentir-se bem consigo mesmo e completo, pois dessa forma descobrimos que não precisamos de ninguém. Então poderemos procurar alguém porque desejamos, e escolheremos esse alguém com liberdade, por opção, e não por necessidade.

Temos sempre a possibilidade de escolher a não reação. Podemos dar a outra face, a face do amor. Cientes dessa possibilidade nos tornamos mais conscientes e responsáveis. Por exemplo, se tivermos problemas com os filhos, o melhor é lhes falar enquanto dormem. Mas é necessário que digamos somente que os amamos e que somos gratos por estarem em nossas vidas. Não é apropriado que tentemos lhes incutir nossos pontos de vistas, a menos que eles peçam. Tampouco devemos tentar convencê-los de que temos razão e eles não. Já é tão difícil saber o que é bom para
nós, como podemos saber o que é bom para os outros?

Descobri principalmente que não dependo de nenhum guru e que posso realizar todo o processo sozinha, pois me comunico diretamente com a divindade, sem intermediários. É necessário somente que eu esteja liberando (sentimentos negativos) e perdoando (para não abrigar novos sentimentos negativos), e todo o resto fica nas mãos de Deus. Enquanto estiver liberando e perdoando não terei com que me preocupar. Deus se encarrega de me colocar no lugar certo na hora certa. Enquanto eu estiver liberando, algo maior estará cuidando de mim, e eu não preciso temer.

Neste capítulo final, desejo resumir os pontos principais do Ho’oponopono, a sábia doutrina ancestral que proporcionou as ferramentas que mudaram minha vida. Estes conceitos são muito
simples. Tudo o que a divindade nos pede é que assumamos plena responsabilidade, peçamos perdão e cuidemos muito bem de nós mesmos. Isso é tudo!
Assumir 100% da responsabilidade é o caminho mais curto. Quando nos damos conta de que é somente nossa programação mental que nos impede de enxergar as coisas com clareza, paramos de culpar fatores externos e decidimos assumir a responsabilidade. Então as portas do paraíso se abrem para nós e alcançamos um estado de infinitas possibilidades.

Em primeiro lugar é necessário assumir total responsabilidade sobre nossas vidas. Devemos aprender a dizer: “sinto muito, me perdoe pelo que está em mim e que criou essa situação”. Dessa
forma assumimos a responsabilidade ao mesmo tempo em que perdoamos a nós mesmos.

Para nossa sorte, ao praticarmos a limpeza apagamos essas gravações dando assim permissão para que apareçam idéias e oportunidades novas em nossa vida. Muitas vezes essas oportunidades virão de lugares e pessoas mais inesperadas.

É essencial não ter expectativas. O segredo é estar aberto e flexível porque nunca sabemos de onde vai vir o que iremos receber. Devemos ter a confiança de que virá o que for melhor para nós, sempre. Talvez não seja o que esperamos, mas será o apropriado.

Devemos nos permitir ser surpreendidos pelo universo, pois desse modo receberemos coisas além de nossa imaginação.
A lei do universo determina que quando pedimos algo, recebemos. O universo sempre responde, mas é necessário pedir e dar permissão. Uma forma de pedir é utilizando as ferramentas Ho’oponopono, mas devemos nos desapegar dos resultados.
Conseguimos isso sabendo e confiando que receberemos aquilo que for correto e perfeito para nós.










******************************************************************************

Inscreva-se em nossa NewsLetter e receba semanalmente a postagem de destaque de cada semana do nosso blog MAIS DE MIL FRASES DE EFEITO. Vídeos motivacionais, Sugestão de Filmes de Efeito, Sons de Efeito, Vídeos de Efeito, Frases de Efeito, Matérias de Efeito, resumos de livros de Auto-Ajuda e muito, muito mais.
Preencha a linha abaixo com seu e-mail e usufrua Já desta vantagem:
Coloque aqui seu e-mail:



My Great Web page

21 comentários:

Vamos tecer disse...

Nossa!!!eu moro em um predio com doze apartamentos e sempre acreditei que se estou aqui é porque tenho liçoes para aprender com meus vizinhos...mas Ho`oponopono vai muito alem disso ,agora consigo entender porque os acontecimentos tragicos,as vezes ocorridos em outra parte do mundo me toca tanto ...sou 100%responsavel...e agora Tom?...Obrigado por nos transmitir estas verdades e obrigado pela traduçoes do video.Cleide

Grécia Pádua disse...

Tom,obrigada,você acabou de me ajudar postando esses vídeos e resumos.

anamariarmota disse...

Obrigada,por esclarecimentos tão profundos e mágicos!!!

Landa disse...

Obrigada Tom . Já tinha lido alguma coisa sobre ho´ponopono e já tinha visto alguns videos, mas a importância dessas palavras mágicas , compreendi-as agora. "Estou granta", "lamento", "perdoa-me", "amo-te".

marisley disse...

Tom, você consegue melhorar nosso entendimento. Muito obrigada pela contribuição.

PROFESSOR ANTÔNIO CARLOS disse...

muito bom os documentos escritos aqui, parabéns pelo visão mística do assunto.

ღ мá ~ disse...

Parabéns, vocês estão ajudando muita gente assim.
Eu nunca fiz a mínima ideia de como apagar o passado, talvez atraí a resposta com a lei da atração e espiritismo, está aí então.
Beijos e boas vibrações.

Marcia disse...

Tom,boa noite.
Tem como você postar algo sobre EFT?
Obrigado.
Marcia

emilenegomes disse...

na hora certa...que ótimos artigos...que essa luz chegue a´ mais e mais pessoas...obrigada.

Marcia G Valli disse...

Muito bom...chegou na hora certa este artigo. estou num momento bem dificil emocionalmente. acredito que vou me ajudar com estas frases.
obrigada

Cris Olive disse...

Nossa Tom esse blog e um balsamo para a alma, eu nao sei descrever o quanto e gratificante as palavras são pequenas perto do bem - estar que sinto. Muito obrigada, muito obrigada.

Maria disse...

Estou absolutamente encantada... Obrigada por partilhar estes conhecimentos tão especiais :)

Dãn disse...

Muito bom, eu amei

Jô Lessa disse...

Simplesmente fantástico o efeito de tranquilidade é imediato, obrigada Tom!

Vanderlei Custodio disse...

Eu lí algumas linhas, fiquei marvilhado com o texto, vou voltar e ler tudo, quanto ao conteudo eu não havia lido nada tãpo importante para a minha vida até o momento.

Édila Quintela disse...

Sou de Maceió e já conheço Ho'ponopono fiz até um curso aqui, porém tenho aprendido muito mais através deste blog e olhe que vou voltar a praticar porque agora estou entendendo mais a minha responsabilidade e os problemas que têm surgido eu só esperava resolv^-los de fora pra dentro, eu jamais ía conseguir ia continuar na mesmice e olhe que já pratiquei o pensamento positivo e sua força e das palavras por muito tempo através da Seicho-No-Ie...Obrigada por mais esta ajuda "Sinto Muito, Me perdoe, Eu te amo, Sou grata. Tenho que educar minha mente. Obrigada, Abços Édila

Anônimo disse...

Tom, muito obrigada. Estou vendo (youtube)e lendo textos de forma geral na net, mas esta pag. sua ´´e especial.

Cris Cambaxirra disse...


Digo...o ho'oponopono é mágico mesmo...Quando fico frente a frente com uma situação ou pessoa que me magoou,ou comigo mesma... instantaneamente sem me dar conta, fico cantarolando ho'oponopono e vem lembranças amargas daquela pessoa ou situação e choro de soluçar e aos poucos vou me acalmando, e venho percebendo mudanças dentro de mim, aliás... tudo a minha volta...o controle está dentro de nós...ho'oponopono♥ mágico

LCM. disse...



Muito bom.

Apreendemos que para resolver problemas e conflitos que nos
preocupa e entristece.
Somente será possível se nos sentirmos responsáveis.

Valacir disse...

ISTO CURA A ALMA A QUAL PROCURAMOS TANTO E POR MERECIMENTO, TE ENCONTREI. AGORA SEI QUE FOI O DIVINO. ME PEDOE, SINTO MUITO,TE AMO.VALACIR

Sonia disse...

Seu blog é fantástico.
Completíssimo.
Parabéns.
Obrigada Obrigada. Obrigada